Alberto Puig: A Honda tem a moto mais fácil de guiar.

675
alberto puig

Alberto Puig está lutando contra a ideia de que todo o sucesso da Honda deve-se ao jovem Marc Márquez, mas é inegável que os resultados atuais contrariam totalmente o que Puig vem tentando pregar. Embora a maioria dos pódios da Honda tenham sido conquistados por Dani Pedrosa(112), Marc está em segundo com 95, mesma quantidade de Doohan. Na temporada de 2020 Marc terminou com mais de 400 pontos, um recorde, nada menos que 12 vitórias e seis segundas colocações em 19 corridas. Marc carregou a equipe nas costas.

Enquanto isso Cal Crutchlow se contentou com 3 pódios, enquanto isso, Lorenzo e Nakagami… bem, deixa pra lá. Mesmo diante de tantos fatos, dados, estatísticas, recordes quebrados e outras coisas, Puig insiste em um posicionamento polêmico: “O fato é que nos 18 últimos anos a Honda venceu dez temporadas com quatro ou cinco pilotos diferentes”, ele continua: “Com base nesses fatos, podemos dizer que a moto mais fácil de pilotar é a Honda porque venceu o mundial com muitos pilotos”.

“Não sei o que as outras equipes dizem, mas não é tão importante para nós. O melhor desempenho de uma equipe não se limita à moto ou o piloto, é toda a estrutura, portanto, cada equipe tem seu próprio caminho e tenta fazer o melhor possível”, diz Puig.

Na sua fala final vemos Puig tentando amenizar o fenômeno Marc Márquez diante de toda a grandeza da Honda: “Temos esses pilotos e outras equipes podem tentar pegá-los, mas acho que isso seja um ponto crucial, olhando para a história do campeonato, a Honda conquistou campeonatos com Rossi, Hayden, Casey, a Honda não venceu apenas com o Marc”.

Puig tem um discurso, Marc tem resultados que contrariam ele. Em 2020 Marc terá seu irmão, Alex, como companheiro de equipe, se a RCV realmente é tão fácil assim é necessário que Alex não tenha dificuldades na sua primeira temporada na classe rainha das motocicletas.

Leia também: https://www.maniamoto.com/massimo-rivola-e-sua-missao-na-aprilia/