Alexandre Barros

2336

Alexandre Barros, nenhum brasileiro conquistou mais glórias do que ele no motociclismo mundial. Alexandre Abraão Coelho de Barros, conhecido como Alex Barros, é o maior motociclista do Brasil de todos os tempos. Nascido em São Paulo, no dia 18 de outubro de 1970, Alex Barros despertou seu gosto por velocidade logo cedo. Aos oito anos de idade, ele já corria nas minibikes (50cc e 80cc) e depois passou a correr com na modalidade de 250cc. Tornou-se campeão e seguiu um grande caminho durante toda a sua carreira.

A carreira internacional de Alex se iniciou no ano de 1986, competindo pelo Campeonato Mundial de Motovelocidade. Alex passou por todas as categorias da modalidade, chegando a principal delas, a 500 cilindradas em 1990, correndo pela equipe da Cagiva. Com apenas 19 anos na ocasião, se tornou o piloto mais jovem da história da categoria. Formou equipe com grandes pilotos, formando um dos trios mais qualificados da história do esporte, ao lado dos experientes Randy Mamola, Ron Haslam e mais tarde formou dupla com Eddie Lawson.

Ao todo, Alex Barros conseguiu sete vit√≥rias na categoria de elite do motociclismo durante sua carreira alem de 32 p√≥dios. A primeira vitoria ocorreu no ano de 1993, quando j√° defendia a equipe da Suzuki. Barros ganhou o GP da FIM no circuito de Jarama, na Espanha. At√© aquele hist√≥rico dia, apenas Adu Celso havia conquistado a vit√≥ria pelo Mundial de Motociclismo para o Brasil, ainda na categoria 350cc.

 

Seu maior momento de glória, no entanto, aconteceu durante o seu contrato com equipes privadas da Honda, durante o período de 1995 e 2002. Foram cinco vitórias em GPs, sendo Alemanha e Holanda em 2000, Itália em 2001 e Pacífico e Valência em 2002. No ano seguinte, em 2003, Alex Barros foi contratado pela equipe oficial da Yamaha. No entanto, já no ano consequente, veio o convite para defender a equipe oficial da Honda, substituindo a lenda e maior moto velocista da história, o italiano Valentino Rossi. Por sua vez, Rossi ocupou a vaga que era de Barros na Yamaha.

Infelizmente, o ano não terminou tão bem para Barros, que foi dispensado da equipe oficial da Honda no final do ano de 2004. Em 2005, correu por uma equipe privada da equipe, onde conseguiu conquistar mais uma vitória em mundiais de motovelocidade. A vitória ocorreu no circuito de Estoril, no Grande Prêmio de Portugal.

Sua despedida do Mundial de Motovelocidade aconteceu no ano de 2007, pela equipe da Pramac D’Antin, uma das equipes sat√©lites da italiana Ducati. Sua √ļltima vit√≥ria aconteceu no GP de √ćmola, na It√°lia neste mesmo ano. No mesmo lugar onde Ayrton Senna morreu, o Brasil comemorou a √ļltima vit√≥ria do maior piloto que o Pa√≠s j√° teve em cima de duas rodas.

Durante toda a sua carreira, Alex Barros conseguiu chegar em quarto lugar em cinco oportunidades do Mundial de Motovelocidade, categoria 500 cc: 1996, 2000, 2001 e 2002 e 2004.

O legado deixado por Alex Barros √© muito grande. Ele √© respons√°vel pelas maiores vit√≥rias do Brasil na categoria, incentivando novos pilotos a competirem. Seu filho, Lucas Barros, seguiu o caminho do pai e tamb√©m se tornou piloto, atualmente Barros tem uma parceria com a Honda e Estrella Galicia 0,0 para descoberta de novos talentos na motovelocidade.

Agora em 2017 Alex Barros anuncia que volta as pistas brasileiras, o brasileiro decidiu interromper a aposentadoria e voltar √†s pistas para disputar a temporada inteira aos 46 anos: 2017 da Superbike Brasil na categoria SBK Pro, de 1000cc, sua equipe Alex Barros Racing ser√° apoiada pela Honda, e ele conta com Diego Pierluigi como companheiro de equipe.

Uma √≥tima noticia ver novamente o nosso maior talento da motovelocidade correr novamente.

Alexandre Abra√£o Coelho de Barros “Alex Barros”, Altura 1,74 cm, nascido em 18 de Outubro de 1970