Carlo Pernat: “Márquez é mais astuto que Valentino Rossi”

405

“Quando o domingo chegou ao fim, eu me vi pensando principalmente em Márquez, que além de ser um craque também é muito habilidoso. Ele fingiu estar em dificuldade com a moto e também afirmou que Rins era o favorito da corrida.”

“Marc é mais astuto que Rossi. Ele entrou na cabeça do Rins, deixando-o nervoso, e, no final, Alex Rins sofreu durante a corrida. Ele foi incapaz de ultrapassar Petrucci ou frear forte, devido a seu estado emocional.Desta vez eu daria um “poderia fazer melhor” a Rins e a Suzuki, que sofreu em termos de velocidade.”

“A corrida foi marcada pelo “strike” de Lorenzo, é óbvio. Parece que ele foi ao Japão para assinar um contrato de mais dois anos, considerando o que aconteceu (rsrs). Eu quero defende-lo, em parte, porque ele passou por uma crise de dezoito meses na Ducati, e, então, quando começou a ganhar, eles o mandaram embora. Ele se reciclou na Honda, mas acabou se machucando, perdendo os testes da pré-temporada como resultado.”

“Nesse meio tempo, Márquez, por mais dissimulado que seja, construiu para si uma moto feita sob medida. Jorge não se adaptou a isso, e foi ao Japão com a convicção de que um novo tanque iria resolver o problema. Então ele ficou muito “excitado” com a perspectiva.”

“Sim, ele fez um movimento que nem um calouro o faria. Mas eu quero dizer uma coisa: “Eu não quero que a Ducati o reconsidere. No ritmo que eles estão indo lá na Honda, talvez Lorenzo não continue, e, talvez, Dall`Igna possa pensar sobre isso. Essa é apena minha hipótese.”

“Por enquanto, o contrato de Petrucci não foi renovado, e também há uma luta com Miller para 2020. Esperar para renovar com Danilo significa esperar por Godot*, em vez de Lorenzo. Isso a parte, Danilo merece um 10 pela sua corrida. Ele fechou a porta para o Rins, que realmente estava no limite.”

“A KTM viu algo extra, embora ainda não seja o suficiente, considerando o que estão gastando. Nesse interim, para a Aprilia foi uma espécie de desastre ficar 40 segundos do vencedor. Nos tempos da antiga Aprilia, eles completaram com Witteveen 100.000 Kms de testes. Smith (piloto de testes) precisa cobrir muitas milhas fora dos fins de semana das corridas, já que a corrida serve para muito pouco.

# Nota: “Esperando Godot” (God? Uma vida melhor? A morte?) é a obra-prima de Samuel Beckett. Ele cria dois andarilhos – Vladimir e Estragon –, e os planta ao lado de uma estrada que nunca tomam. Todo dia voltam ao mesmo lugar, esperando que Godot dê as caras, mas ele nunca aparece; nunca tomam a estrada e a estrada nunca lhes traz nada de interessante.

Entendemos que a incapacidade dos dois em “pegar” a estrada indica um fracasso colossal em se envolver com a vida. Dois sujeitos fracos que estão ao lado de uma via de fuga que fracassam em seguir. A vontade nossa é gritar para que eles peguem a estrada para uma nova vida. Mas é claro que nunca tomam…

# A resenha acima está na Amazon.com.br e foi feita por mim há alguns anos.