Davide Brivio faz um balanço da Suzuki na temporada até o momento

592
Davide Brivio Suzuki
Davide Brivio Suzuki

Após as nove primeiras corridas da temporada de 2018 de MotoGP, o técnico da equipe Suzuki, Davide Brivio, faz um balanço da primeira parte da temporada. “Alcançar quatro pódios em oito corridas é muito bom para nós”, disse o engenheiro italiano ao Speedweek.com. 

Suzuki, Davide Brivio e pilotos 2017-18
Suzuki, Davide Brivio e pilotos 2017-18

Andrea Iannone e Alex Rins ocupam o 9º e 11º lugar na classificação geral. Ambos já marcaram dois pódios nesta temporada. O melhor resultado até agora para a Suzuki foi o segundo lugar de Alex Rins no GP de Assen. “Estamos felizes que Alex tenha lutado com os melhores pilotos em Assen e não tenha tido medo. Ele estava muito determinado até o final e garantiu uma posição no pódio. Foi muito emocionante para nós. No geral foi a melhor corrida que eu já vi.”

O pacote GSX-RR melhorou definitivamente em comparação com o ano passado, mas também a sensação do piloto com a moto progrediu. “Começamos a trabalhar neste projeto não apenas no último inverno, mas nas últimas corridas de 2017. Já naquela período encontramos uma maneira de oferecer um desempenho mais consistente. No inverno, fizemos um bom trabalho com Alex, que se desenvolveu e melhorou, ele também teve a oportunidade de escolher entre diferentes opções técnicas, o que o tornou mais maduro e forte. Ao mesmo tempo, Andrea também melhorou seu sentimento com a moto. Agora temos dois pilotos competitivos empurrando uns aos outros”.

A Suzuki vai novamente se beneficiar das concessões em 2018, como o desenvolvimento ilimitado do motor e os dias de testes ilimitados?
“Queremos perder essas concessões o mais rápido possível. Ainda precisamos de mais um pódio para dar fim as regalias. Isso também significa que estamos de volta ao pódio regularmente, o que é uma boa notícia para a Suzuki… No Japão, entretanto, um trabalho intensivo foi iniciado para desenvolver ainda mais a GSX-RR. Em Assen já trouxemos um desenvolvimento na parte de motores, que funciona muito bem. Em Mugello, tentamos melhorias na parte do chassi. Agora temos que esperar – concluiu Davide Brivio – e ver o que será entregue para os testes em Brno e Aragon”.
___________________________

Casey Stoner: Marc corre o risco de jogar tudo pela janela.

Texto originalmente traduzido do site Tuttomotoriweb.com