Ducati campeã? Precisa da permissão de Marc Márquez.

553

Giacomo Agostini é conhecido por dizer o que pensa sem se preocupar com os prejuízos, afinal, ele é o grão-mestre do mundial com 15 títulos.

Giacomo Agostini: “Quem eu escolheria entre Fabio Quartararo e Maverick Viñales se eu fosse a Yamaha? Eu pegaria os dois. Uma equipe precisa de jovens pilotos, pilotos rápidos. Eles têm Valentino, claro, mas não sabemos o que Vale decidirá. Se eu fosse a Yamaha correria o risco de assinar com Quartararo e Maverick. Dispensaria Rossi? É preciso pensar no futuro e não olhar para trás”.

Quando perguntado sobre a escolha da Honda de ter Alex Márquez, Agostini analisou a situação: “Foi uma grande oportunidade para Alex, não é todo dia que você pilota uma moto oficial da Honda, e de qualquer forma, os irmão se amam muito. Tenho certeza que Marc ajudará Alex. Ele ensinará a ele todos os truques do ofício, Marc será seu professor. Alex não deve ser obcecado pela velocidade e sucesso do seu irmão, para aqueles que o criticam. Alex deve se concentrar em aprender porque Marc o ajudará muito”.

E a possibilidade de Lorenzo ser piloto de testes da Yamaha?
“Acho que é muito difícil agora, para ser um piloto de desenvolvimento é preciso ser muito rápido. A moto fica difícil quando você pressiona o limite”.

Por fim Giacomo Agostini falou da Ducati, que afirmou recentemente estar preparando uma moto para bater Marc Márquez.
“A Ducati está trabalhando duro, definitivamente quer vencer, mas a Honda também, assim como a Suzuki e Yamaha, o importante é perguntar para Marquez se a Ducati pode vencer. Em Borgo Panigale eles precisam da permissão de Marc Márquez para serem campeões. Marc é muito jovem, já venceu diversas vezes, talvez um dia a Ducati consiga pará-lo”.