Honda — “A Equipe dos Irmãos Márquez”.

776

“Eu sinceramente esperava que aquela moto fosse para o Zarco. Mas você tem que ter em mente que o irmão de Marquez é o campeão de Moto2, ele é um piloto rápido, então por que não?”
Valentino Rossi

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 15740133237282.jpg

Na falta de oficialidade, o Maniamoto já pode garantir que a sela da Honda, vazia desde a saída de Jorge Lorenzo, tem um dono – Alex Márquez. A decisão sobre o novo parceiro de Marc Márquez já está tomada, após vários dias de especulações no paddock do MotoGP.

Parte da culpa desta confusão pode ser atribuída ao ex-piloto da KTM – Johann Zarco – que tinha forte aspiração pela sela da marca japonesa –, e também a Cal Crutchlow. Zarco, no entanto, não foi bem nas três corridas com a difícil moto da LCR.

A fórmula mais “tranquila” para ele seria ir para a equipe Reale Avintia, no lugar de Karel Abraham, para compartilhar a caixa com Tito Rabat, mas o francês não quis exercer essa opção, como deixou claro com a sua frase de sábado: “Quero estar em uma boa moto em um bom time e para mim o Avintia não é um bom time.”

Carmelo Ezpeleta – diretor executivo da Dorna – tentou então um plano B: colocar o francês na Pramac Ducati. Para isso, teriam que promover J. Miller para a equipe de fábrica, rebaixar D. Petrucci para a Reale Avintia, e tirar K. Abraham. Complicado né?

Felizmente prevaleceu o bom senso, e decidiram pegar um caminho mais simples: Zarco irá para o lugar de Alex Márquez na Marc VDS – este acordo aguarda ainda a confirmação oficial. Lembro que o francês, embora tenha sido bicampeão da Moto 2 com a Equipe Ajo, mantém um bom relacionamento com o pessoal da Marc VDS.

Crutchlow foi descartado devido a problemas com o seu patrocinador, lesões no tornozelo e a possibilidade de uma nova cirurgia. Outro fator seria a sua possível aposentadoria no final de 2020, conforme o piloto inglês declarou em diferentes oportunidades.

Acredita-se que a oficialização de Alex Márquez na Honda é iminente. Fontes dentro da Equipe disseram no sábado que “parece que Alex era o escolhido”, mas eles não queriam oficializar isso durante o domingo para não ofuscar a emocional despedida de Jorge Lorenzo e a conquista da tríplice coroa.

Também foi descoberto no sábado que o macacão da Alpinestars do campeão de Moto2 estava pronto para ele usar na terça-feira, e, assim, só precisamos esperar até que a Honda torne tudo oficial.

Alex Márquez admitiu hoje que os rumores de sua ida para à Repsol Honda do MotoGP o afetaram um pouco. Ele agradeceu as gentis palavras de Rossi, Lorenzo e Zarco quando disseram que ele merecia estar lá.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é uuuu.jpg

Em sintonia como os fatos, após a foto dos campeões, tirada antes da corrida, na qual estavam os irmãos Márquez e Dalla Porta, Marc deixou escapar “que eles não poderiam mais ser os irmãos campeões no mesmo ano, porque a partir de agora eles estarão na mesma categoria”.

Marc Márquez, que conquistou praticamente sozinho a tríplice coroa – o campeonato de pilotos, construtores e equipes –, agrega com seu irmão Alex 10 títulos mundiais, o que os torna os irmãos mais vencedores do MotoGP.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 73399811_2839569186053513_3133067505858248704_o.jpg