FIM confirma que os testes do MotoGP serão limitados à medida que o calendário se expande.

118

Hoje, a Comissão do Grande Prêmio anunciou oficialmente as novas restrições aos testes para a classe do MotoGP. Os testes de Brno e Valência serão cancelados em 2020, com reduções adicionais em 2021.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PTPPP.jpg

À medida que o calendário se expande para 20 corridas no próximo ano e para 22 em 2022, a ideia é diminuir a carga de trabalho, o estresse de pilotos e equipes. Em 2020, haverá ainda dois testes em fevereiro, em Sepang e Qatar, antes do início da temporada, e os testes de segunda-feira após as corridas de Jerez e Barcelona.

O teste de Brno será cancelado, uma vez que fica dentro de uma semana muito apertada, entre as rodadas de Brno e Spielberg do MotoGP, especialmente para as equipes que precisam transportar os materiais e montar as garagens antes de cada corrida.

Em vez disso, haverá um teste privado de dois dias em Misano, em setembro, como ocorreu em 2019. O teste privado permitirá às fábricas um pouco de privacidade, mantendo jornalistas e fotógrafos fora do pit lane.
A nova programação começará a valer no final de 2020. O tradicional teste pós-temporada em Valência foi suspenso, com os pilotos tirando três dias de folga antes de se reunirem novamente em Jerez para os dois dias de testes. O teste de Valência é amplamente odiado por todos, exceto os fãs.

Ocorrendo apenas um dia após a temporada, os engenheiros sentiam que o feedback dos pilotos tendia a ser impreciso e confuso, e de uso muito limitado.

Um intervalo de três dias parece ser uma boa proposta. Três dias longe das motos irá permitir uma melhor recuperação aos pilotos, além de proporcionar às equipes uma pausa de inverno um pouco mais longa.
Em 2021, o teste no Catar será completamente eliminado, ficando apenas o teste tradicional de Sepang antes da temporada começar. Os testes na temporada provavelmente seguirão o mesmo padrão de 2020, com dois testes na segunda-feira e um teste privado de dois dias.

As mudanças serão particularmente bem-vindas pelas equipes de satélites. As equipes privadas recebem apoio financeiro da Dorna para competir, mas só recebem esse apoio para corridas, e não para testes. Fazer testes custa dinheiro, e qualquer redução nos custos fora de estação economiza dinheiro.

Embora o novo programa de testes tenha encontrado alguma resistência por parte das fábricas, elas finalmente decidiram aceitá-lo. A redução do número de testes nos anos anteriores deu uma certa prioridade às equipes de testes. As fabricas japoneses passaram a seguir o comportamento da Ducati contratando pilotos muito mais rápidos para ajudar a desenvolver suas motos. Notadamente para essas fábricas foi uma grande mudança porque era costume utilizar pilotos de testes japoneses, que eram três ou mais segundos lentos por volta, em vez de ex-pilotos da classe rainha ou similar.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 69817709_10158107499160769_205201374055497728_n.jpg

A mudança significa que os fãs terão que esperar para ver os novos pilotos em suas novas motos quando mudarem de equipe. Em vez de ficarem em Valência para assistir ao teste, os torcedores terão que esperar até a quinta-feira e ficar de olho no site oficial do MotoGP.com ou ainda voar até Jerez para ver os pilotos que trocaram de moto. Com algumas grandes mudanças previstas para 2021, os voos para Jerez podem tornar-se concorridos.
Abaixo está o comunicado de imprensa da FIM sobre as novas restrições de teste.

Decisão do Campeonato do Mundo do Grande Prêmio da FIM da Comissão do Grande Prêmio

A Comissão do Grande Prêmio, composta pelos Srs. Carmelo Ezpeleta (Dorna, Presidente), Paul Duparc (FIM), Herve Poncharal (IRTA) e Takanao Tsubouchi (MSMA), em uma reunião eletrônica realizada em 7 de outubro de 2019, tomou a seguinte decisão:
Regulamento Esportivo

CLASSE MotoGP – RESTRIÇÕES DE TESTES

Com a introdução de eventos adicionais no calendário do Grande Prêmio, as equipes de classe de MotoGP estão examinando maneiras de compensar a carga de trabalho adicional dos pilotos e da equipe, reduzindo o número de testes.

Foi alcançado um acordo entre as equipes para propor o cancelamento do teste de novembro de 2020 após o GP de Valência e o tradicional teste de março de 2021 antes do GP do Catar.

A proposta foi aprovada pelo GPC e entrará em vigor nos regulamentos da Temporada 2020, que começa no dia seguinte ao GP de Valência de 2019.
A implementação dos novos regulamentos resultará no seguinte programa de testes de classe de MotoGP:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é tabela-470x1024.jpg