Final de semana com SBK Р11ª rodada. O adeus da STK1000.

648

Domingo no Circuito de Magny-Cours-França, acontecerá a 11ª rodada do Campeonato Mundial de SBK. E teremos rodada cheia com as 4 categorias na pista (SBK, SSP600, SSP300 e STK1000), sendo que a SSP300 e STK1000 farão as suas despedidas da temporada/2018. Os dois campeonatos são disputados apenas nos países da Europa, e as próximas etapas acontecerão na América do Sul (Argentina) e Oriente Médio (Catar), que receberão as categorias SBK e SSP600.

STK1000: os companheiros de equipe Markus Reiterberger-ALE (140pts) e Roberto Tamburini-ITA (122pts), travam a batalha pelo t√≠tulo do Campeonato Europeu de SuperStock1000. Quem vencer ficar√° para a posteridade como o¬†√ļltimo campe√£o da categoria.¬†As mudan√ßas nos regulamentos t√©cnicos do Campeonato Mundial de Superbike, diminuindo custos entre outros, eram bem claras quanto ao fim da categoria.

Markus Reiterberger e Roberto Tamburini: favoritos ao título.

Uma pena porque essa modalidade nos dava uma noção mais próxima da realidade sobre qual produto de fábrica era melhor. Essa era a finalidade da SBK qdo foi criada, um campeonato com motos de produção. Mas devido o grande sucesso da MotoGP, a SBK foi permitindo a introdução de novas tecnologias, peças, isso foi aumentando os custos e hj podemos chamar as motocas da SBK de verdadeiros protótipos.

Assim, sobrou para a categoria STK1000 a responsabilidade em fazer esses duelos entre fábricas. Porém, o interesse na modalidade foi ficando cada vez menor, não sei se por falta de uma boa administração, enfim, em 2018, ela mostrava sinais de que a morte estava próxima, várias corridas com menos de 20 participantes registrados.

Nesses anos, foram¬†duas mudan√ßas de denomina√ß√£o. Criada em 1999 como “Campeonato Europeu”, j√° em 2004 tornou-se “Copa FIM”. No¬†ano¬†passado, devido ao encerramento do Campeonato Europeu de SBK, virou “Campeonato Europeu Super Stock 1000”.¬†S√≥ durou dois anos, j√° que em 2019 ela n√£o far√° mais parte da composi√ß√£o da WorldSBK. Abaixo a rela√ß√£o dos √ļltimos campe√Ķes na categoria STK1000.

2017 Michael Ruben Rinaldi Italia Ducati
2016 Raffaele De Rosa Italia BMW
2015 Lorenzo Savadori Italia Aprilia
2014 Leandro Mercado Argentina Ducati
2013 Sylvain Barrier Francia BMW
2012 Sylvain Barrier Francia BMW
2011 Davide Giugliano Italia Ducati
2010 Ayrton Badovini Italia BMW
2009 Xavier Simeon Bélgica Ducati
2008 Brendan Roberts Australia Ducati
2007 Niccolò Canepa Italia Ducati
2006 Alessandro Polita Italia Suzuki
2005 Didier Van Keymeulen Bélgica Yamaha
2004 Lorenzo Alfonsi Italia Yamaha
2003 Michel Fabrizio Italia Suzuki
2002 Vittorio Iannuzzo Italia Suzuki
2001 James Ellison Gran Breta√Īa Suzuki
2000 James Ellison Gran Breta√Īa Honda
1999 Karl Harris Gran Breta√Īa Suzuki

 

Nas 600cc as mudan√ßas tamb√©m aconteceram, primeiro o fim do European Superstock 600 em 2015. Um ano depois, o adeus da Copa J√ļnior Europ√©ia, que foi imediatamente compensado com a chegada do Campeonato Mundial de Super Sport 300.

A Dorna, est√° trabalhando para que a SBK fique cada dia mais parecida com sua irm√Ę MotoGP, apenas 3 categorias de classe mundial: WorldSBK, Super Sport (SSP600) e a Super Sport 300(SSP300).

E se Carmo Ezpeleta (Dorna) conseguiu amolecer a Honda que era contra diminuir custos, a ECU (central unica), entre tantas coisas, acho que ele não terá problemas em fazer o mesmo na SBK, amolecendo nesse caso a Kawasaki, que é quem mais investe na categoria. E investe muito.

Muitas reuni√Ķes est√£o acontecendo, e N√ÉO…….o fato do JRea01 “n√£o ser carism√°tico” t√° longe de ser o problema pelo baixo interesse do p√ļblico.

Que venham novas mudanças.