Giacomo Agostini e a ditadura dos pneus.

690

Para construir uma grande carreira voc√™ precisa de resultados e, a longo prazo, eles ajudam muito a determinar a dura√ß√£o da hist√≥ria do piloto no mundo das competi√ß√Ķes.¬†Mas existe uma exce√ß√£o, e estamos falando de¬†Valentino Rossi¬†que, apesar de ter alcan√ßada um t√≠tulo mundial apenas em 2009 e vencido pela √ļltima vez em 2017, continua implacavelmente dando trabalho aos pilotos da nova gera√ß√£o.¬†Ainda assim, ele tenta. Ele provavelmente sabe melhor do que ningu√©m o que √© o suficiente para mudar toda essa situa√ß√£o de seca de vit√≥rias e t√≠tulos.

Uma reflex√£o compartilhada pelo ilustre Giacomo Agostini: “Todo mundo pensa como quiser, todos acham que podem decidir quando um piloto deve parar.¬†Se Valentino concordar em n√£o mais vencer e se contentar com o 3¬ļ, 4¬ļ, 5¬ļ e 6¬ļ lugar, acredito que ficar√° muito feliz nessa posi√ß√£o. Enquanto eles derem uma motocicleta para Vale, enquanto ele estiver feliz, estar√° certo em continuar.¬†Ele est√° tentando ganhar mais um t√≠tulo h√° dez anos!“.

Mas o que a princ√≠pio parece ser uma simples resigna√ß√£o √©, de fato, paci√™ncia.¬†Giacomo Agostini resolve mostrar um pouco da sua queixa a respeito do mundial de motovelocidade: H√° um grande problema com os pneus.¬†Na Argentina, Dovizioso disse que a efici√™ncia dos seus pneus caiu de repente, impedindo-o de lutar at√© o final com Valentino.¬†Pessoalmente, uma empresa como a Ducati, Honda ou Yamaha gasta milh√Ķes de d√≥lares para desenvolver a moto, milh√Ķes de d√≥lares para escolher o melhor piloto e √© o pneu que decide a vit√≥ria.¬†Eu posso ver um Valentino Rossi que √© 7 ou 8 por causa da borracha do pneu.¬†Eu n√£o acho isso correto”.

Matéria originalmente traduzida do site PaddockGP

Opini√£o pessoal:

Até compreendo a queixa do Giacomo, mas o show não pode continuar girando em torno de uma estrela que vem brilhando há quase duas décadas. Sou totalmente contra a entrada de outras fabricantes de pneus, já não basta a guerra de tecnologia e engenharia das equipes? Agora fico vendo umas pessoas querendo guerras de fabricantes de pneus.

Basta com essa bobagem, lembrem-se do que aconteceu no GP de F1 nos EUA no ano de 2005 quando apenas 6 carros largaram, outros 14 pilotos fizeram apenas a volta de apresentação e guardaram seus carros por medo dos pneus que passaram o final de semana apresentando problemas, nesse período havia guerra de fabricante de pneus na F1. Se alguém quiser ler mais a respeito desse fatídico GP clique aqui.

Ter uma √ļnica fornecedora de pneus na categoria possibilita maior competitividade, entrega uma folha de papel em branco para os engenheiros das equipes que v√£o trabalhar para que os equipamentos funcionem da melhor forma poss√≠vel com os pneus que s√£o fornecidos.