Livio Suppo: Na Honda vimos Lorenzo fazer mais feio que Rossi na Ducati.

505
livio suppo

No momento Livio Suppo anda afastado do paddock da MotoGP após se desligar da Honda em 2017. Suppo trabalhou em duas das equipes mais importantes da MotoGP, Ducati e Honda. Com a motogp em stand by, muitos atores e protagonistas resolvem conversar a respeito do passado.

Livio Suppo deu sua pitadinha desenvolvendo um assunto a respeito de Valentino Rossi, mas não apenas do italiano: “Valentino Rossi continua se divertindo, continua sendo competitivo. Se ele se aposentar com base no seu desempenho, não terá motivos para tal atitude. Rossi ainda está forte e não tem um desempenho ridículo. O fato de estar no gride e estar superando a maioria dos outros pilotos justifica ele ainda estar correndo”.

Livio Suppo continua: “Além disso, ir tão rápido aos 41 anos de idade não é realmente fácil, Rossi é competitivo! Se este ano ele vir a perder sua competitividade e se encontrar fora do top5 seria um pouco demais para seu nome… Mas é como ele disse uma vez, que não se preocupa com os resultados mas sim apenas em se divertir, sendo assim poderá continuar. Mas ao mesmo tempo ele também já disse que sonha com o décimo título mundial. Por que não?”

A COMPARAÇÃO ENTRE ROSSI E LORENZO.

lorenzo honda livio suppo

Ainda tomando Rossi como ideia principal, Livio Suppo lembra da situação entre a Ducati e Valentino: “Certamente foi um casamento que criou expectativas loucas, eles tentaram fazer dar certo imediatamente. A Ducati era uma moto muito especial que não combinava com as características do Rossi, assim como aconteceu com Jorge Lorenzo por um tempo, e o próprio Lorenzo lutou com a Honda ano passado. Às vezes os pilotos, especialmente aqueles que já têm muita experiência, acham mais difícil se adaptar a uma motocicleta com características diferentes daquelas que estavam acostumados”.

“Provavelmente nasceu o desejo de tentar fazer mais do que o necessário e, na época, começaram a mudar tudo, ao invés de melhorar acabou piorando. Teria sido ótimo se tudo tivesse dado certo, mas no fim vimos que nada aconteceu. Temos o exemplo de Jorge Lorenzo na Honda que foi pior ainda em comparação ao que aconteceu com Rossi”, conclui Livio Suppo.

E você, concorda com a opinião do Suppo? PARTICIPE NOS COMENTÁRIOS!

Leia também: Aki Ajo, o caçador de talentos!
Perfil do editor no instagram.