Márquez vence em situação adversa na Alemanha

501
Márquez vence GP da Alemanha
Márquez vence GP da Alemanha

Márquez vence GP da Alemanha




Vitória impressionante de Marc Márquez em Sachsenring. Onde chegou a ser oitavo sendo ultrapassado por vários pilotos no inicio da prova e com baixa performance devido escolha errada do pneu, quase caiu, mas quando a pista começou a secar trocou de moto em boa hora e fez de uma desvantagem até aquele momento o ponto alto da prova Márquez mostrou-se um grande estrategista e comprova seu amadurecimento nessa temporada.

 

Mistura de puro talento, tática, trabalho em equipe muita frieza por parte de Marc Márquez, a equipe Repsol Honda venceu uma das corridas mais difíceis da temporada.

 

Disse o piloto após a prova

Foi muito difícil escolher os pneus porque com a pista molhada acho que escolhi o pneu errado para o meu estilo, fui para o extra macio à frente tal como o Valentino e o Jorge. Pensei que ia dar corrida flag to flag, porque a pista estava cada vez mais seca e assim que vi a mínima oportunidade, entrei e troquei logo a moto. Depois disso foi fácil ganhar ímpeto e ganhar ritmo nas primeiras voltas. Quando estava à frente com 20 segundos de vantagem diverti-me muito.

Com a vitória, Marc amplia a sua liderança para 48 pontos sobre Lorenzo e 59 sobre Rossi.

A direção de prova recebeu denuncia que na troca de moto de Márquez a primeira marcha possa ter sido engrenada o que passou a ser proibida, aguardemos decisão para divulgar.

marquez_moto-engrenada

Jorge Lorenzo talvez tenha tido um dos piores finais de semana de sua carreira no MotoGP, com dificuldades nos treinos livres e classificatório não foi melhor na corrida, o próprio reconheceu que poderia ter arriscado indo mais cedo para troca da moto já que tinha pouco a perder naquele momento.

A seis voltas do fim o espanhol muda de moto e entra na pista ocupando o 13.º lugar. O piloto termina a prova em 15.º lugar, a 1’17.694 minutos de Marc Márquez.

Disse Lorenzo:

Após o aquecimento, ficou claro que não seria capaz de lutar com os pilotos mais rápidos, mas pelo menos eu estava melhor e mais rápido, quando comparado com os tempos do warm-up. Quando a pista começou a secar eu perdia posições, porque não me sentia seguro ou não tinha confiança no pneu dianteiro. Talvez tenha sido um pouco tarde demais para trocar de moto.

Segue corrida Completa:

 

Valentino Rossi foi outro piloto que se arrependeu do tempo que ficou na pista com pneus de chuva, mas disse que mesmo se tivesse antecipado a troca da moto não conseguiria brigar pela vitoria pois errou na escolha dos pneus intermediários na segunda moto, segundo ele talvez conseguisse um sexto lugar se antecipasse a troca.

Declarou Rossi:

Se tivesse parado duas ou três voltas mais cedo, teria sido um pouco melhor e poderia ter chegado à 6.ª posição. Eu não tinha feedback do lado da mota e não fui forte o suficiente. Dovizioso e Crutchlow estavam comigo e parámos na mesma volta, mas eles foram capazes de chegar ao pódio. Tinha um sentimento muito mau sobre os pneus intermédios.

Cal Crutchlow ao contrario de Rossi deve seu segundo lugar a escolha certa de pneus, o composto duro na frente opção que poucos pilotos arriscaram se mostrou acertada fazendo Cal ter a melhor corrida de sua carreira no MotoGP.

Andrea Dovizioso talvez tenha sido o mais prejudicado pela demora em permanecer na pista com pneus de chuva, quando a pista estava molhada liderava por margem de mais de 2 segundos, mas mesmo com o erro estratégico conseguiu trazer a equipe Ducati seu centésimo pódio na categoria.

Resultado da prova:

POS # RIDER NAME GAP
1
93
M. MARQUEZ
47:03.239
2
35
C. CRUTCHLOW
+9.857
3
4
A. DOVIZIOSO
+11.613
4
45
S. REDDING
+11.992
5
29
A. IANNONE
+22.755
6
26
D. PEDROSA
+25.920
7
43
J. MILLER
+26.043
8
46
V. ROSSI
+26.449
9
8
H. BARBERA
+26.614
10
19
A. BAUTISTA
+31.274
11
50
E. LAVERTY
+41.208
12
25
M. VIÑALES
+42.158
13
38
B. SMITH
+1:03.129
14
41
A. ESPARGARO
+1:06.091
15
99
J. LORENZO
+1:17.694
16
53
T. RABAT
+1:33.532
17
76
L. BAZ
+1:46.224
18
68
Y. HERNANDEZ
+2:01.823
RT
44
P. ESPARGARO
27:58.343
RT
9
D. PETRUCCI
20:54.124

Moto2

Folger_Zarco-Sachsenring-1

Corrida marcada por muitas quedas e decisão no Fotofinish assim foi a disputada prova da Moto2 vencida por Zarco com Jonas Folger em segundo, Alex Rins e Nakagami não completaram a prova.

Após a prova, Zarco passa a liderar o campeonato isoladamente já que estava empatado com Rins.

Resultado da corrida:

Pos. Points Num. Rider Nation Bike Time/Gap
1 25 5 Johann ZARCO FRA Kalex 47’18.646
2 20 94 Jonas FOLGER GER Kalex +0.059
3 16 60 Julian SIMON SPA Speed Up +20.433
4 13 54 Mattia PASINI ITA Kalex +30.455
5 11 7 Lorenzo BALDASSARRI ITA Kalex +31.771
6 10 10 Luca MARINI ITA Kalex +34.201
7 9 55 Hafizh SYAHRIN MAL Kalex +41.942
8 8 2 Jesko RAFFIN SWI Kalex +47.955
9 7 32 Isaac VIÑALES SPA Tech 3 +49.759
10 6 77 Dominique AEGERTER SWI Kalex +51.047
11 5 30 Takaaki NAKAGAMI JPN Kalex +1’05.386
12 4 87 Remy GARDNER AUS Kalex +1’13.865
13 3 70 Robin MULHAUSER SWI Kalex +1’19.545
14 2 57 Edgar PONS SPA Kalex +1’30.502
15 1 11 Sandro CORTESE GER Kalex 2 Laps

Moto3

Pawi-alemanha

Desde a estreia da categoria a Moto3 e considerada a mais disputada mas hoje o que se viu foi uma vitoria acachapante Khairul Pawi, o Rei da Chuva.

Locatelli liderava na largada mas Johan McPhee assumiu a liderança pouco depois. Em segundo estava Pawi, que já venceu na Argentina e era um dos favoritos para hoje, por ser considerado um especialista com estas condições, de chuva intensa.

Na entrada na última volta, Pawi acumulava uma vantagem de 12 segundos. Vantagem suficiente para não cometer abuso e ser o primeiro a cruzar a bandeira de xadrez. Locateli termina em 2.º e Bastianini fecha o pódio.

Termina assim a corrida:

POS

#

RIDER NAME

GAP

1

89

K. PAWI

47:07.763

2

55

A. LOCATELLI

+11.131

3

33

E. BASTIANINI

+13.359

4

84

J. KORNFEIL

+18.541

5

4

F. DI GIANNANTONIO

+20.620

6

17

J. MCPHEE

+20.698

7

9

J. NAVARRO

+20.910

8

41

B. BINDER

+23.333

9

95

J. DANILO

+30.318

10

21

F. BAGNAIA

+31.095

11

24

T. SUZUKI

+37.688

12

64

B. BENDSNEYDER

+45.005

13

19

G. RODRIGO

+47.793

14

11

L. LOI

+48.073

15

44

A. CANET

+56.921

16

10

A. MASBOU

+1:10.787

17

65

P. OETTL

+1:13.873

18

5

R. FENATI

+1:14.813

19

97

M. KAPPLER

+1:15.203

20

43

S. VALTULINI

+1:15.434

21

27

T. GEORGI

+1:23.906

22

22

D. WEBB

+1:38.548

23

20

F. QUARTARARO

+6.134

RT

8

N. BULEGA

24:54.832

RT

7

A. NORRODIN

21:11.349

RT

76

H. ONO

19:18.512

RT

88

J. MARTIN

17:38.322

RT

16

A. MIGNO

17:52.848

RT

40

D. BINDER

14:09.867

RT

58

J. GUEVARA

14:13.350

RT

77

L. PETRARCA

12:38.739

N1

36

J. MIR

 

Fonte MotoGP