O fim da parceria entre Aprilia e Gresini.

722

A Aprilia é atualmente a única fabricante que não tem status de equipe de fábrica no grid, já que tem  uma parceria com a equipe satélite Gresini. No meio dessa parceria vemos Fausto Gresini(dono da equipe Gresini) que cuida principalmente da parte administrativa enquanto a fabricante de Noale trata de toda a parte técnica.

Não é novidade para ninguém que essa parceria vem sofrendo maus bocados, enfrentando grandes percas na parte de membros/colaboradores como por exemplo: Gigi Dall’Igna. Depois de tanto apanhar parecem que estão ensaiando uma reviravolta trazendo novos nomes e atualizações na moto, alguns dos novos nomes vêm com bagagem da F1 como é o caso do Massimo Rivola.

Fausto Gresini: “Em 2019 tivemos a chegada de Massimo Rivola e foi positivo. Agora vemos que todo o grupo acredita no projeto e que investimentos significativos foram feitos. O fato é que não há interruptor, você não pode simplesmente acender a luz e fazer os resultados aparecerem, demora um pouco”.

“A nova moto chegou na hora certa e é o resultado dessa experiência. Será diferente em muitos aspectos: Na parte de ignição, no ângulo V dos cilindros, a motocicleta será mais estreita. Com a chegada de Rivola estamos vendo Romano Albesiano com a possibilidade de se concentrar mais no projeto”.

Muitos dos contratos entre as equipes satélites a equipes de fábrica vão expirar no final de 2021, e há um jogo de interesses entre a  Gresini e Aprilia, pode ser que o Fausto Gresini venda sua duas vagas para a Aprilia ou pode ser a fábrica de Noale seja obrigada a comprar duas vagas adicionais.

Fausto Gresini: “O contrato da equipe Gresini com a Aprilia expirará no final de 2021 porque é esperado que eles estejam na categoria rainha de forma oficial com sua própria equipe. Eu posso continuar com eles como uma equipe satélite como posso seguir com outra fabricante, ou talvez tomar outro caminho. Ainda temos que sentar e discutir”.

Podemos dizer que ainda é um mistério a continuidade ou não da Aprilia no mundial, os contratos da Dorna com as equipes de fábrica geralmente são de 5 anos, um tempo muito longo para uma fabricante como a Aprilia que não tem o mesmo poder financeiro da Honda ou KTM. Fautos Gresini é experiente, já está vendo como está mudando as formas de tratamento com as equipes satélites, Pramac e Tech3 têm tratamento de luxo, Fausto buscará receber um tratamento semelhante a partir de 2022, ou venderá suas duas vagas porque não tem interesse em trabalhar de forma tão complicada como a equipe Avintia que vende suas vagas para pilotos pagantes.