Oficial: Andrea Ianonne é suspenso por doping

337

“Doping? Estou tranquilo!”
Andrea Ianonne

Andrea Iannone foi suspenso provisoriamente de todas as atividades de corridas por violar o código antidoping da FIM. Verificou-se que uma amostra de urina retirada de Iannone na rodada da Malásia de MotoGP, em Sepang, continha vestígios de esteroides anabolizantes. Quando os resultados da amostra, analisados por um laboratório credenciado à World Anti-Doping Agency foi liberado, Ianonne foi suspenso provisoriamente de acordo com o código antidoping da FIM.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 15765920567498.jpgIannone pode apelar do resultado e solicitar que a amostra B (a segunda amostra coletada ao mesmo tempo) seja analisada. Ele também pode apelar ao CDI (Tribunal Internacional de Disciplina) para que a sua suspensão seja suspensa, mas, para fazer isso, ele teria que ser capaz de fornecer evidências de que as amostras que ele forneceu estavam contaminadas de alguma forma ou que ele havia tomado as substâncias proibidas acidentalmente (algo que é muito difícil de acontecer com os esteroides anabolizantes).

Se Iannone não recorrer do resultado, ou a análise da segunda amostra confirmar as conclusões da primeira, Iannone enfrentará uma proibição automática de quatro anos. Os esteroides androgênicos anabolizantes são as chamadas substâncias não especificadas, o que significa que é quase impossível que entrem no corpo acidentalmente ou sem o conhecimento da pessoa que os utiliza.

É aqui que a suspeita de Iannone é diferente dos casos anteriores, como o de Ant West. Verificou-se que West utilizou as chamadas substâncias especificadas, que podem ser tomadas inadvertidamente, como alegou West, usando um suplemento que não rotulava claramente os ingredientes. Os esteroides anabolizantes são usados para construir massa muscular e queimar gordura, além de reduzir a inflamação em alguns casos. Eles são muito difíceis de serem ingeridos por acidente.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 15765779658852.jpg

Uma proibição de quatro anos terminaria automaticamente a carreira de Iannone. Vários pilotos e gerentes de equipes identificaram Iannone como um dos pilotos que provavelmente deixariam o MotoGP no final de 2020, e, possivelmente, Ianonne deveria ingressar no WorldSBK, onde seria uma adição muito bem-vinda. Uma proibição de quatro anos tornaria isso impossível.

Andrea, através de seus canais de mídia social, declarou que não havia recebido qualquer comunicação sobre o assunto e, portanto, também ficou surpreso, porque – na Aprilia Racing oficial – ele sempre passou por todos os controles antes sem ter problemas.

“Estou totalmente calmo e quero tranquilizar meus fãs e a Aprilia Racing. Coloco-me à disposição para qualquer contra-análise em uma situação que também me surpreendeu porque – até agora – não recebi nenhuma comunicação oficial.”

“Ao longo dos anos, e também nesta temporada, fui submetido a controles contínuos, o que obviamente foi sempre negativo, por isso tenho a maior confiança na conclusão positiva desta história.”

A suspensão de Iannone e a possível proibição deixam a Aprilia num dilema. A solução mais óbvia para qualquer proibição seria promover Bradley Smith de seu papel como piloto de testes. Smith tem sido fundamental para ajudar a desenvolver a Aprilia RS-GP e fornecer informações para que a nova moto seja lançada no teste de Sepang em fevereiro do próximo ano.