Oficial: Pol assina com a Repsol Honda.

680

Espargaró será companheiro de Marc nas temporadas 2021 e 2022, se o Puig assim permitir, Álex Márquez que debuta na categoria rainha no próximo domingo, competirá pela equipe do Lucio Cecchinello (LCR), provavelmente no lugar do inglês Cal Crutchlow.

Pol continuará vestindo laranja, mas agora com as cores da Repsol e com uma motocicleta com a qual, se ele puder domar, deve ser o elemento principal na luta por cada pódio e vitória. É claro que o precedente de Jorge Lorenzo força você a ser cauteloso antes de imaginar qualquer resultado, mas Pol não esconde que dá esse passo com a intenção de realizar seu grande sonho: ser o campeão mundial de MotoGP, conversas entre Honda e o piloto da KTM começaram no ano passado.

Assim, Álex Márquez continuará com a Honda, mas na equipe privada LCR Honda, onde terá material oficial:

“Estou muito orgulhoso de anunciar minha renovação com a Honda Racing Corporation. A HRC me deu a oportunidade de chegar a MotoGP e tenho o prazer de me juntar à LCR Honda Team no final de 2020 e competir em uma grande equipe com grande experiência. Quero agradecer à HRC e à equipe LCR Honda por sua confiança e trabalharei duro para conquistar resultados. Agora, estou ansioso para começar a temporada em Jerez e estou totalmente focado em dar o meu melhor este ano”

Yoshishige Nomura, Presidente da HRC, declarou:

“A HRC está feliz em continuar trabalhando com Álex Márquez durante seu processo de aprendizado na categoria MotoGP pelas próximas duas temporadas. Após profunda e exaustiva análise da situação atual, acreditamos que Álex terá uma grande oportunidade de crescer na classe principal, com total apoio da fábrica dentro da equipe LCR Honda. Acreditamos que, seguindo esse caminho nas próximas três temporadas, alcançaremos os resultados que tanto a HRC quanto a Álex buscam”.