Opinião do leitor: Moto2 em 2019 com os motores Triumph.

647

No ano de 2019 haverá várias mudanças no Moto2, dentre alterações no regulamento, classificatório semelhante a categoria rainha para as classes de acesso […], talvez a mudança mais comentada seja sobre a nova motorização que estará presente na MOTO2 aliada à eletrônica Magneti Marelli. Anteriormente a categoria era equipada com motores Honda de 600cc, agora passara a contar com os motores tri-cilíndricos da inglesa triumph de 765cc, herdados da linha street triple. Consequentemente com a mudança nos motores, várias peças das motos devem ser modificadas, sobretudo o chassi, tendo em vista que os pontos de fixação são diferentes além do motor inglês ser menos largo comparado com o da Honda. É sabido que alterações no chassi refletem no comportamento da moto, então será uma espécie de “começando do zero” para as equipes, embora sabemos que aqueles que tem um orçamento maior tendem a evoluir mais rápido.

Triumph Moto2

Voltando para a motorização, os motores da Triumph receberam algumas alterações para que possam entregar mais performance, dentre as quais: novas válvulas de titânio, molas mais rígidas, comando alterado, incluindo a clássica preparação de admissão e exaustão no cabeçote. Quanto as rotações por minuto, o motor da Honda está limitado a cerca de 16mil RPM’s, o 765cc irá girar a cerca de 14mil RPM’s. Embora o menor número de rotações por minuto, espera-se um aumento de potência e torque em menores giros.  A potência máxima estará em torno de 130cv, segundo o IRTA, cerca de 10cv a mais se comparados com a motorização antiga que equipava a categoria.

Consequência de um cilindro a menos e um motor mais estreito, o motor da Triumph irá gerar uma redução de peso na motocicleta e como mencionado anteriormente, uma reengenharia de chassi para se adequar à nova motorização. Maior potência e menos peso implica em menor tempo de volta, contudo é cedo para afirmar algo. Isso porque irá estrear na categoria a eletrônica Magneti Marelli, algo inédito na categoria desde sua criação quando os motores ainda eram 250cc 2T.

Magneti Marelli – ECU – Moto2 engine Triumph

A eletrônica na MOTO2 vem com o objetivo de minimizar o “salto” que o piloto da quando vai da categoria intermediaria para a categoria rainha, fazendo com que, talvez, o piloto se adeque mais rápido.  Contudo, ainda persiste o desejo de continuidade do “DNA” da categoria, onde é o piloto que faz a diferença na pilotagem da motocicleta sem muito aparato eletrônico. Por isso, mesmo com o recurso de controle de tração disponível, o mesmo não será implantado na temporada de 2019.  Na prática o piloto terá disponível para ajuste na motocicleta: mapeamento de potência, controle de freio motor, e configurações do cambio (tempo dos cortes eletrônicos na ignição para a troca de marcha). O piloto optara por mapas prontos onde acrescentarão ou diminuirão a quantidade dos recursos listados anteriormente.

A maior discursão acerca da eletrônica na categoria é sobre o controle de tração. Alguns defendem que o mesmo seja incrementado afim de evitar os highsides, entretanto prevalece a opinião de que ainda não seja adicionado para a categoria continuar com o seu “DNA”. Para Trevor Morris, diretor técnico da ExternPro -empresa espanhola responsável pela preparação dos motores da MOTO2, o controle de tração pode ser implementado em 2020 ou 2021. Com estas mudanças, a categoria se aproxima da classe rainha mesmo que pouco, todavia aumentou significativamente o salto da MOTO3 para MOTO2. Podemos esperar também mudanças para MOTO3 nos próximos anos? Só o futuro (e a dorna) nos dirá. Fiquemos de olho nos testes da MOTO2 que ocorrerão de 20 a 22 de feveiro.
____________________________

Fica aqui o agradecimento de todos que fazem parte desse colegiado que é o Maniamoto ao nosso amigo Geovanny Arraes, esperamos contar com mais participações suas, pedimos desculpa pela demora na postagem da sua matéria, enfim, mais uma vez, nosso muito obrigado pela sua contribuição.

Esse é o quadro OPINIÃO DO LEITOR – quer saber como funciona? Clique no link logo abaixo:
O MANIAMOTO QUER DAR VOZ E ESPAÇO AO SEUS LEITORES.