Opinião do leitor: Os problemas da Ducati não fazer curvas, Yamaha indecisa.

890

O problema de subviragem da Ducati, esqueçam que nunca será resolvido, o Manziana dizia que a subviragem está lá devido às válvulas desmodrômicas e se isso for realmente verdade a Ducati não vai enveredar novamente em território onde não tem know-how como acorreu na cagada de fazer com o chassi deltabox, pode chorar Valentino, Lorenzo ou qualquer outro ex piloto Yamaha, a subviragem sempre estará lá e a Ducati sempre terá problemas em curvas de alta.

 

Manziana dizia que as válvulas desmodrômicas apesar de mais eficientes que as pneumáticas são mais pesadas e eleva o centro de gravidade da moto com isso abre a trajetória em curvas longas fazendo com que o piloto corrija no meio da curva perdendo milésimos de segundo nessa correção, em curvas curtas não faz diferença alguma.

Tendo isso em mente que não será corrigida pois teria que mudar totalmente a arquitetura e partir do zero onde os adversários têm décadas de experiencia é suicídio, então o que resta é fortalecer os pontos fortes, frenagem, aceleração e velocidade final, o problema é que têm pilotos como Stoner que vem de uma escola de pilotagem australiana de Dirty Track(modalidade que consiste em derrapar nas curvas em circuitos de terra batida), mas os cabeças moles da Ducati querem fazer um piloto da escola Yamaha pilotar as motos da Ducati, assim não dá.

Lorenzo é um dos melhores pilotos que já vi correr, mas a Ducati não é para ele, têm pilotos menos talentosos como Andrea Iannone que estariam fazendo melhor agora.

E sobre trazer engenheiros japoneses para a Ducati quando ela estava ruim ou levar engenheiros eletrônicos da Ducati para a Yamaha é bobagem, o que faz os problemas serem resolvidos é dinheiro, isso a Ducati não tinha na época do Valentino Rossi e a Yamaha não tem agora, não importa a nacionalidade dos engenheiros, falar que se for japonês resolve é a coisa mais ridícula que alguém pode soltar da boca, o que vai resolver é algo que nunca faltou para a Honda que é eficiência em resolver qualquer problema, por isso são tão rápidos nas pistas.

A Yamaha teria que mudar completamente o projeto ou seja enveredar em um território que as adversarias dominam completamente, os dos motores em V, ela também não quer arriscar assim como seria suicídio para a Ducati descartar as válvulas desmodrômicas.

Encerro dizendo que na minha opinião o problema da Yamaha é maior porque a Honda consegue hoje ser rápida em curvas longas, ela evoluiu a ponto de igualar a Yamaha nesse setor e igualou também em aceleração e frenagem com a Ducati, então o único ponto que sobrou para a Ducati é que ainda consegue vencer a Honda em velocidade máxima, por enquanto…  porém a Honda tem o piloto mais forte do mundial.