OPINIÃO DO LEITOR: Super Bike Brasil – Geovanny Arraes

464

Quem é fã de motovelocidade no brasil não tem muitas opções no que diz respeito a competições nas quais podemos assistir ao vivo, talvez a exceção seja o “superbike brasil”. O campeonato foi idealizado por Bruno Corano e pouco a pouco vem crescendo com o passar dos anos. Atualmente o Superbike Brasil conta com 10 etapas nas cidades de São Paulo, Curitiba, Londrina e Goiania. Conta com as categorias SuperBike, SuperBike Light,SuperSport,Stock 600cc, 959 PanigaleCup,Copa Honda CBR 500R,Yamalube R3 Cup e Junior Cup. Esta última categoria é realizada juntamente com o apoio da Honda. São utilizadas motos protótipos com base da fan160cc. Tem por objetivo revelar e proporcionar estreia de crianças no mundo da motovelocidade.

Umas das novidades para esse ano é a estreia no piloto australiano Anthony West que acertou parceria com a Kawasaki Racing Team e JC Racing Team para a disputa completa da temporada na categoria principal. O “Tony west” já esteve presente no mundial de motovelocidade entre os anos de 1998 e 2016. Outra novidade é a presença da equipe Yamaha na categoria principal do SuperBike Brasil Liderada por Adrian Aparício e Alan Douglas, a Yamaha se juntará a outras grandes equipes na categoria SuperBike representada por Diego Pierluigi. A moto escolhida para o argentino competir no grid de 1000cc será a nova R1. A categoria já conta com a participação do piloto Eric Granado que também estará presente na MotoE. Recentemente o SuperBike Brasil anunciou que a categoria principal – SuperBike, será transmitida ao vivo pelo canal RedeTV, provavelmente no horário das 13horas.

Opinião pessoal: A vinda de novos pilotos para a categoria principal é mais que louvável tendo em vista que em praticamente todas as corridas a disputa pela primeira posição se resumia entre Alex Barros e Eric Granado. Anteriormente as corridas eram transmitidas ao vivo pelo canal do YouTube do Superbike Brasil. Fechando a parceria com o canal de TV aumenta a visibilidade do evento e quem sabe com o passar dos anos teremos transmissão na integra. Os esforços em incentivar que crianças adentrem no mundo da motovelocidade e possam se tornar pilotos é louvável, porem acredito que ainda é pouco em comparação com outros países,já que as motos utilizadas são totalmente diferentes das categorias de base utilizadas em outros países. Concluindo, acho que o evento está mais para um campeonato regional que a nível “Brasil”. Outros autódromos como por exemplo Curvelo poderiam receber o evento para que pudesse percorrer mais localidades do País.

Confira o calendário do SBK 2019:

1ª etapa – 24 de março (São Paulo)
2ª etapa – 14 de abril (São Paulo)
3ª etapa – 26 de maio (São Paulo)
4ª etapa – 16 de junho (São Paulo)
5ª etapa – 21 de julho (São Paulo)
6ª etapa – 18 de agosto (São Paulo)
7ª etapa – 22 de setembro (Goiânia)
8ª etapa – 20 de outubro (Curitiba)*
9ª etapa – 10 de novembro (Londrina)*
10ª etapa – 8 de dezembro (São Paulo)

*Datas confirmadas; praças sujeitas a alteração

______________

Mais uma vez deixo meu muito obrigado ao amigo Geovanny Arraes pela contribuição ao quadro OPINIÃO DO LEITOR. Essa é a segunda vez que ele nos agracia com seu material.

Quer saber como funciona o quadro OPINIÃO DO LEITOR? Clique aqui.