Os movimentos para fazer Zarco brilhar na Avintia.

417
Johann Zarco
Johann Zarco

Existe algum piloto com a vida mais ‘badalada’ que Johann Zarco no mundial de motovelocidade? Lógico que não! Zarco chutou o pau da barraca na KTM, desembarcou na LCR e por fim assinou com a Ducati para competir na Avintia; tudo isso em menos de um ano. Ano novo e tudo novo, movimentos estão sendo feitos para tentar fazer da passagem do francês no terreno ducatista como algo bom e proveitoso. Um desses movimentos é a vinda de Marco Rigamonti para a Avintia, que não é bem uma vinda porque está mais para um regresso. Rigamonti esteve presente na Suzuki nos últimos três anos.

Zarco confirmou ao Moto Journal que terá a companhia de Marco Rigamonti em 2020: “O meu chefe de mecânicos será Marco Rigamonti, após se reunir com ele em dezembro. Marco trabalhou com Iannone na Ducati e venceram juntos no Red Bull Ring em 2016,. Ele conhece bem o projeto. Depois disso seguiu Iannone na Suzuki a partir de 2017, onde permaneceu responsável pelo recolhimento de dados. Ele está muito feliz por estar de volta à Ducati. Tudo isso torna minha primeira impressão muito boa!”.

Em entrevistas após a assinatura com a Ducati ainda em 2019 vimos Zarco dar fortes declarações, e uma delas é que ele almeja a equipe oficial da fábrica italiana em 2021. Nada é impossível, levando em conta o banho de água fria que os italianos tomaram da Yamaha no mercado de pilotos. Dizem que é no momento das dificuldades onde os milagres surgem, vamos ver…

O fato é que Zarco tem 29 anos de idade, e para muitos essa idade é o fim da carreira de vários pilotos nesse esporte. O francês precisa fazer das tripas o coração para poder continuar respirando, uma vez que uma nova e forte geração está chegando. Por ter essa ‘idade avançada’, e considerando que o francês nunca venceu na categoria rainha, ele pode ser facilmente descartado.

Leia também: Pecco Bagnaia não é bom o suficiente para a Ducati?