Petrucci caminha para a KTM, onde está Jorge Lorenzo?

392

Não é novidade para mais ninguém a novela envolvendo Pol Espargaró e Honda, o mais impactante nisso tudo é ver Alex Márquez sendo dispensado sem ter feito uma única corrida, dizem que quem não anda muito feliz com essa situação é seu irmão Marc Márquez após ter assinado um contrato de 4 anos.

Mas no desenvolvimento dessa situação surge outra complicação, quem ocupará o lugar vago na KTM deixado por Pol Espargaró? A fabricante austríaca que não é boba, mais uma vez tentou persuadir Dani Pedrosa mas outra vez tomou um belo não como resposta.

Os caminhos já mostram que o escolhido será Danilo Petrucci, a mídia internacional afirma que o piloto italiano já tem um acordo verbal com a KTM e o contrato seria de dois anos.

Com o problema da Pandemia(Covid-19), muitas equipes foram obrigadas a fazer grandes cortes nos orçamentos, cortes esses que vão recair sobre salários e desenvolvimento das motos. Diante de cortes, Petrucci cai muito bem no projeto da KTM. Para substituir Jorge Lorenzo na Ducati em 2019, o italiano assinou um contrato de 200 mil euros por temporada. As línguas especulativas já afirmam que Petrucci ganhará 600 mil euros por temporada, um bom salto salarial para quem está servindo de tampão.

Cal Crutchlow foi outro piloto oferecido para os austríacos, mas o britânico é patrocinado há 12 anos por uma empresa de energéticos concorrentes, fora sua idade(34) que não colabora muito, lembrando que o projeto KTM tem como característica apostar em pilotos jovens.

15 DE SETEMBRO

Até essa data não veremos Pol Espargaró dar um único ‘piu’ a respeito do seu futuro contrato com a Honda, o fato é que existe uma clausula de confidencialidade onde o piloto é impedido de falar ou divulgar qualquer coisa a respeito de outras equipes envolvendo seu futuro.

PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR

Que fim tomou Jorge Lorenzo no mercado de pilotos? Até meados de outubro de 2019 quase vimos o espanhol roubar a vaga de Jack Miller na Pramac para continuar correndo em 2020. Ficou bem claro que Lorenzo apenas queria se livrar da Honda mas é estranho não ver nada citando seu nome em um mercado tão empolgante quanto esse…