Ponto de vista: A Honda está arriscando demais ao apostar tudo em Márquez?

195

“Dinheiro não será a coisa mais importante para continuar com a Honda”

Marc Márquez

Há um método comprovado de ganhar um campeonato de MotoGP nas próximas temporadas: contratar Marc Marquez e dar ao espanhol o que ele pedir. Este é um método que já funcionou antes com Valentino Rossi na primeira década do século XXI; com Mick Doohan nos anos 90; e também com Ago e Hailwood.

Sim, a Honda está correndo o risco de apostar tudo em Marc Marquez. Em algum momento, no futuro, isso pode dar errado.

E este é realmente um bom ponto para discussão aqui no Maniamoto. Se um dia Marc Marquez ficar entediado e decidir se tornar um monge, e, fazendo isso, a Honda perde seis títulos seguidos, os torcedores possivelmente começarão a criticar a fábrica por ter se concentrado demais em um único piloto. Postagens do tipo – “eu bem que avisei” – serão frequentes em todos os blogs.

Mas a aposta da Honda em Márquez é ainda a melhor e a mais bem-sucedida que eles podem fazer. Apesar de Marc Márquez ter caído quase uma centena de vezes, ele não ficou fora de uma única corrida desde 2011, e eu acho que isso também deve ser um recorde.

Depois que ele ficou fora das corridas de Sepang e de Valência em 2011, ele conquistou sete títulos em oito anos. Marc vem carregando a Honda nos ombros há alguns anos como o grande Atlas, e, nesta temporada, já deu dois títulos para a fábrica das asas – piloto e construtores. Agora ele persegue outro milagre — conquistar o Título de Equipes praticamente sozinho.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é gallery-motogp-malesia-sepang-2019-25.jpgSim, a Honda sabe que poderá perdê-lo no futuro. Alguns especulam que isso deverá ocorrer após a conquista de seu 10º título. Nesse período, no entanto, a fábrica japonesa terá “enchido” sua sala de troféus. Enquanto Márquez permanecer na equipe, eles terão anos de graças e muito material de marketing distribuído pelo mundo, tornando a marca ainda mais conhecida e valorizada.