SUPERBIKE BRASIL – INICIA A TEMPORADA 2020

306

Neste final de semana, tem início a temporada do SUPERBIKE BRASIL, hoje, o maior campeonato de motovelocidade das Américas. A temporada tem previsão de ocorrer em 8 etapas, sendo a maioria delas no Autódromo Jose Carlos Pace, em Interlagos (SP).

Ao todo, só na primeira etapa, são 146 pilotos, divididos em 11 categorias (superbike, superbike evolution, light, superstock, honda cbr 650r, supersport 600cc, escola, supersport 400, honda junior cup), dentre as categorias, destaque para a SUPERBIKE, que conta com Eric Granado, piloto do mundial de motovelocidade, além dela, destaque para as categorias monomarca:  A CBR-650 que estreia neste ano; e a Junior CUP, que conta com crianças e adolescentes de 08 a 16 anos.

As transmissões das corridas ocorrem aos domingos, pelo canal do Youtube do SUPERBIKEBRASIL, a partir das 09 horas da manhã, com a programação completa, e na TV aberta, canal REDETV, a categoria principal superbike, às 13 horas, com comentários de Fausto Macieira.

OPINIÃO

  • O campeonato:

O SUPERBIKE é um bom atrativo para quem gosta das competições de motovelocidade, ao telespectador, as diversas categorias em uma mesma corrida, costumam confundir e mostra a diferença de nível técnico entre os pilotos, que ainda é gritante.

  • O que esperar:

Essa talvez seja a temporada mais fraca do SUPERBIKE BRASIL, por conta da Pandemia da COVID-19, da saída da Yamaha com a COPA R3, entre outros aspectos de organização. Na categoria principal, com a saída de Alex barros e outros nomes de peso, Eric Granado não terá adversários para disputar etapas e muito menos o campeonato; destaque para Matheus Barbosa, que estreia pela KAWASAKI, no lugar de Mauriti Junior (Em contato com o piloto, o mesmo informou que ainda esta em negociação o seu retorno para a temporada), que a princípio, não participará pela equipe oficial, neste ano.

Talvez, a categoria mais disputada seja a CBR-650R, que conta com pilotos novatos e experientes com uma moto em igualdade de condições para todos, prevalecendo a experiência e técnica dos pilotos na disputa. Destaque para Rafael Rigueiro e Lucas Torres e do emblemático, Juracy Black, o piloto que perdeu uma corrida, quando empinava a moto próximo a linha de chegada.

Vale também dar uma olhada na categoria SUPERSPORT 400, para ver as novas ninjas 400 acelerando em interlagos, destaque para Niko Ramos, o paulista que é um dos mais rápidos do pais, agora vai estrear nesta categoria.

  • PANDEMIA E EVENTOS ESPORTIVOS

A pandemia do Coronavirus ainda assola o Brasil, até sexta-feira (28), mais de 119.500 brasileiros perderam a vida, mas o País, por diversos fatores, vem decidindo pela flexibilização e até abertura geral das atividades, desde Maio, e no esporte automotor, não foi diferente. A organização do SUPERBIKE se comprometeu a atender as exigências sanitárias estaduais e municipais, mas sabemos, que na prática, essas exigências ou não são suficientes ou não são completamente atendidas por todos os envolvidos.  É torcer (é o que nos resta) que os anjos da motovelocidade protejam os pilotos, para além das pistas; mecânicos e demais profissionais que atuam no evento, além de seus familiares.

Seja aqui no SUPERBIKE BRASIL ou lá na MOTOGP, sabemos o dia que o campeonato começará, mas diante de uma pandemia, será que terminará?

É isso!

Saiba mais acessando:

https://superbike.com.br/

http://superbike.com.br/wp-content/uploads/2020/08/ProgramacaoSBK1%C2%AAEtapa_V3-1.pdf

https://www.youtube.com/user/SuperBikeBrasil

https://www.instagram.com/odezito/