Teste Misano – Suzuki, Ktm e Honda “oficial” ausentes

618
Valentino Rossi
Valentino Rossi

Sem a presença da dupla favoritíssima ao título (MMarquez93/Honda), era normal que a Ducati dominasse os treinos. E o domínio veio em dose dupla com seus dois pilotos oficiais ( JLorenzo99 e ADovi04) liderando a tabela de tempos.

O maiorquino parece ter se encontrado com a DesmoGp18, e por méros 0.034 centésimos não bateu seu tempo de 2016, ainda de Yamaha M1, lembrando que não foram tempos oficiais. ADovi04 como seu companheiro, gostou do teste, “foi muito proveitoso, encontramos ajustes interessantes para as próximas corridas”.

1. Jorge Lorenzo (Ducati) 1’31”9

2. Andrea Dovizioso (Ducati) 1’32”5

3. Cal Crutchlow (Honda) 1’33”1

4. Valentino Rossi (Yamaha) 1’33”2

4. Maverick Vinales (Yamaha) 1’33”4

5. Aleix Esparagarò (Aprilia) 1’33”5

6. Scott Redding (Aprilia) 1’33”8

A Yamaha agora com novo engenheiro eletrônico (Michele Gadda – Yamaha SBK) continua com seu calvário. VRossi46 (86 voltas) e MViñales25 (95 voltas), focaram apenas na parte eletrônica, novas peças ou componentes não foram levados para Misano.

Na Aprilia, o Chefe Albesiano tbém estava feliz, “Reunimos muitos dados positivos, enfim conseguimos testar novos componentes do motor, reencontramos um equilíbrio que havíamos perdido”. Para 2019 não terá nada revolucionário, apenas uma evolução da GP-RS 2018. Planos para uma equipe de teste e melhora na estrutura, assim como já fazem outras equipes.

Tardozzi sobre o teste:O ritmo que Lorenzo e Dovi demonstraram no teste foi bom e ao mesmo tempo interessante em uma faixa que nunca foi uma de nossas favoritas. Marquez não está aqui, claro, ele é a referência, mas a Yamaha está aqui e estar na frente deles é definitivamente positivo ”.

Tardozzi sobre o momento da Yamaha: “ Acho que é um erro subestimar a Yamaha ou dizer que eles não estão à altura da tarefa. A Ducati está na vanguarda desde os anos 90, desde que um engenheiro foi encarregado da estrutura técnica. Tendo dito isso, não acredito que as outras equipes tenham menos que nós, então as palavras de Rossi me deixam perplexo. Também porque um ano atrás as pessoas disseram que a Yamaha era a referência e por isso é estranho não acreditar nisso agora. Eu entendo Rossi, mas não acho que demore muito para ele voltar à frente ”.

JLorenzo99 para CCrutchlow35: “Cal deveria trabalhar mais em si mesmo em vez de sempre reclamar da moto”

Já a Michelin levou um novo pneu dianteiro, mas que não foi aprovado pelos pilotos.