Zarco volta ao MotoGP substituindo Takaaki Nakagami na LCR Honda ainda em 2019.

164

Segundo o site motorsport.com, Nakagami está sofrendo de um problema no ombro semelhante ao que afetou Marc Marquez na última temporada e pelo qual o campeão mundial passou por uma cirurgia em dezembro passado.

Nakami sabe que a recuperação será lenta e prolongada. Por isso o piloto japonês resolveu antecipar a sua cirurgia após a corrida em casa no próximo fim de semana.

O chefe da LCR, Lucio Cecchinello solicitou um piloto substituto, e é quase certo que o ex-piloto da KTM Zarco assuma esse papel em Phillip Island, Sepang e Valência.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é mmm-2-7-1024x948.jpg

J. Zarco está afastado das pistas desde o mês passado, quando a KTM começou a testar novas peças em sua moto, visando já o calendário de 2020. Seu acordo com a equipe deveria terminar até o final de 2020, mas depois de lutar na primeira metade da temporada, as duas partes concordaram em se separar um ano antes.

A LCR e a Honda se recusaram a comentar a situação, mas uma declaração confirmando oficialmente a aparição de Zarco é esperada nos próximos dias. Além disso, Johann Zarco confirmou ao Moto Journal que está em contato com a LCR para substituir Nakagami nos últimos GPs da temporada, após Motegi.

Matéria publicada na speedweek.com e também por Mat Oxley, reporta que Pit Beirer – Diretor Esportivo da KTM –  não vai impedir seu ex-piloto de subir em outra moto por outra fábrica ainda este ano, embora seu contrato se encerre apenas no final do ano.

Vários blogs especializado em MotoGP noticiaram que Zarco e a Yamaha, via Lin Jarvis, estavam conversando sobre uma possível contratação do francês como piloto de testes da equipe oficial da Yamaha para a próxima temporada, no lugar de J. Folger.

Lembro aos leitores do Maniamoto que Zarco tinha como objetivo migrar para a Honda, antes de seu antigo mentor assinar com a KTM. Isso provocou uma ruptura na relação entre os dois, e a queda progressiva de Zarco no mundo do MotoGP.

As três corridas de Zarco para a LCR dará à Honda a chance de avaliar o desempenho da Zarco em uma moto que exige muito fisicamente do piloto. Para Zarco será um grande desafio, uma vez que o seu estilo de pilotagem se assemelha ao de Jorge Lorenzo.

Em uma matéria publicada ontem em nosso blog, comentamos a atual e difícil situação de Lorenzo na equipe Repsol Honda: “Jorge Lorenzo não sabe por onde começar”.  Domar a indômita Honda para ser uma tarefa exclusiva para Marc Márquez, cuja moto foi desenvolvida por e para ele.

Espera-se que Nakagami continue com a LCR em 2020, mas seu acordo ainda não foi assinado. Ele deseja ter uma moto atualizada e a Honda não concluiu o seu contrato para a próxima temporada.

Zarco irá pilotar uma Honda modelo 2018, que segundo Lorenzo, por ter menor potência, é mais fácil de ser gerenciada nas curvas. Assim posto, todos agora poderão constatar se Zarco estava realmente certo em seus instintos em preferir a Honda em detrimento à fábrica KTM.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é mmmm_1-1-1024x1024.jpg

Esse teste será crucial para as suas pretensões de continuar no MotoGP , que hoje, num comparativo com o seu compatriota Fabio Quartararo, considerado a grande revelação de 2019, quase que empatam em numero de pontos. Depois de 15 corridas em 2018, Zarco estava em sexto, com 133 pts. Em 2019, Quartararo está em sétimo com 143.

Por outro lado, o teste com a Honda levanta algumas questões: Zarco andando bem com a moto, como ficará sua possível ida para a Yamaha? A Honda irá querer o francês no lugar de Jorge Lorenzo, arriscando quebrar o contrato, pagando uma vultuosa multa? Como o pessoal da KTM enxergará isso, considerado a sua moto em desenvolvimento?

Há um grande “porém” também. Lorenzo fez um bom teste na moto de 2018,  e nunca se deu bem com a máquina de 2019. Será interessante ver o que a HRC dará ao francês.

Enfim, não tenho certeza se Zarco achará a Honda mais fácil de pilotar do que a KTM. Além disso, não me lembro de Nakagami mencionar o ombro dele causando problemas este ano.

Zarco pode estar inaugurando uma nova fase no MotoGP — “A demo riding”? Alguns pilotos têm mostrado dificuldade em adaptar seu estilo de pilotagem a determinada moto, como aconteceu com Valentino Rossi com a Ducati. A “Demo riding” — “teste antes de assinar”, poderá beneficiar equipes e pilotos no futuro.